27.9.09

Big Shitty Movies #5: Dungeons & Dragons


Atenção, este texto falhou no teste de guardar segredos, logo aqui tem spoiler.


Eu costumo dizer que a Trilogia Senhor dos Anéis é o representante máximo de filmes de fantasia medieval. Os filmes dirigidos por Peter Jackson ajudaram a difundir conceitos como elfos, anões, hobbits, orcs entre muitas outras coisas. Alias, a obra de Tolkien foi uma das grandes responsáveis pelo surgimento do sistema de RPG mais popular no mundo: o D&D, ou Dugeons and Dragons (aqui ganhou o subtítulo "a aventura começa agora", sugestivo não?).


Antes de SdA, muito outros bons filmes de fantasia medieval foram rodados, mas nenhum deles poderia se chamar de filme definitivo sobre o tema. Em 2000, eis que os produtores hollywoodianos tem a brilhante idéia, porque não levar o universo de D&D nas telonas ? Com todos os elementos presentes no sistema, poderia se criar o filme definitivo de fantasia medieval.

Foi assim que Dugeons & Dragons nasceu, e se esse filme está nessa sessão, vocês já sabem o que aconteceu depois ;D



Uma nova aventura, um épico plot.
 

Dois ladrões, Ridley Freeborn e Snails, juntamente da estudante de magia Marina Pretensa vão se meter em uma grande aventura ao tentar ajudar Savina, a jovem imperatriz do mundo de Izmer, a encontrar o Cajado de Savrille, um item mágico poderoso que dará o controle sobre os temíveis dragões vermelhos. Durante sua jornada, eles terão que combater o maligno mago Profion, que ira impedi-los a todo custo.


 CRITICAL FAIL !!!

A impressão que o filme deixa é que ninguém dentro da produção da película (roteiristas, diretores, elenco) chegou a jogar uma única partida de D&D. Para ser mais exato, o máximo que fizeram de preparação para o filme foi dar olhadas rápidas nos livros e pegar aquilo que chamava a atenção, sem se importar com detalhe algum. Só isso para explicar a ruindade desse filmeco.

Para os amantes do jogo, o filme deixa de lado vários detalhes que não só caracterizam o sistema mas como dão graça ao jogo, ou você vai me dizer que Beholders são tapados, anões são chorões, elfos drows são bonzinhos e magos são porradeiros? Ahh, mas o Gandalf do SdA é porradeiro diz você leitor. Sim, no SdA! No D&D, os magos são tão porradeiros quanto um suricate lutador de boxe. :P

Para os leigos em RPG, o filme mais parece telefilme (filme feito para Tv) do que um filme que foi feito para cinema. Sério! Caracterização dos lugares e personagens, figurino, maquiagem, efeitos especiais são dignos de uma série de com um orçamento não muito elevado, e não com uma grande super produção. Todos esses elementos para se ter idéia, não devem nada a uma série como Xena, para se ter idéia.


Jeremy Irons é o nome mais conhecido dentro de um elenco desconhecido e com falta de talento. Alias, o seu personagem, o maligno Profion, é um mago curioso. Seus melhores ataques não são relâmpagos, bolas de fogo ou mísseis mágicos, o negócio de Profion é sair no braço. O cara na base da porrada , consegue surrar todos os aventureiros na batalha final ?! Que merda de mago é esse que não solta magias ? Será que o orçamento estava tão apertado que não sobrou muito para efeitos especiais ?

Mas quem rouba a cena não é Irons, e sim Marlon Wayans. Seu personagem, o ladino Snails, de longe é o mais divertido e carismático dentro da história. O personagem é tão bom que quanto este é morto, o filme que já era ruim, consegue ficar ainda pior. 

Agora, justiça seja feita, se Marlon Wayans (mais conhecido por participar de "grandes" produções como "As branquelas", "O pequenino" e o mais recente "Ela dança com meu ganso") é o melhor ator dentro de um filme, é porque a coisa é RUIM !!

Monstros clássicos também dão o ar da graça na longa ... para passar por vexames, claro. 

Logo no inicio do filme temos uma aparição de um Dragão!! Sim, o monstro mais clássico EVER das histórias de fantasia medieval, o monstro mais temido, a criatura mais poderosa entre os monstros. E o que esse Dragão faz? É morto por um portão ... que desaba por cima dele! 

Que maneira escrota de morrer, ein ? 

Mas nada supera o que fazem com o Beholder. Um monstro cheio de olhos, inteligente, conhecimento mágico gigante ... tem sua total atenção desviada por uma PEDRA !!!! 

SIM, o velho truque da pedrinha jogada na direção oposta! 

Pior que isso, só truque do "olha, um disco voador!".

Para finalizar, não posso deixar de comentar sobre o anão. De todos os filmes do gênero que eu vi, esse é a pior representação da raça nas telonas. Para quem hoje tem Gimli como referência, Elwood é praticamente uma piada. Ele também é um sinal de quanto a produção se preocupou com esse filme, principalmente com duas coisas. Em primeiro lugar, a barba do guerreiro está mais para barba postiça do que uma de verdade. 

Em segundo lugar, existem momento em que você vê claramente um anão com o mesmo tamanho dos outros personagens... ou serão que todo mundo era baixinho e ninguém nos avisou?


Que experiência ganhamos assistindo a isso ?

Dugeons &Dragons é uma ofensa aos amantes de RPG e para os amantes de fantasia. É o tipo de filme que não se recomenda nem para o seu pior inimigo.

Courteney Solomon, o diretor dessa merda, ainda foi um dos produtores do segundo filme (este saiu diretamente para DVD, claro) e, atualmente é cotado como produtor do próximo Soldado Universal!! 

É, o Van Damme não dá sorte mesmo.

---------------------------------------------------
Quer ter uma imagem associada a seu comentário ?
Clique aqui e veja como \o/

Sugestões, críticas, elogios ?
Envie para nerdologialternativa@gmail.com

Acompanhe nossas postagens via twitter: @NerdAlt
Ou através de nossa página no Facebook

Um comentário:

Kotomi disse...

Nossa, sinto como se o Roland (meu personagem numa das aventuras de D&D que eu jogava), que luta por aquilo que ele chama e justiça, fosse insultado e atacado por pedras por causa desse filme -.-... Mas sério, se eles queriam fazer algo bom, pq ao menos não falaram com alguém que conhece realmente o sistema e suas aventuras...

Bom, irritação minha a parte por essa ofensa ao jogo de D&D, eu concordo com as críticas sobre esse filme.

Postar um comentário