27.8.11

Big Shitty Movies #16: Planeta dos Macacos (2001)


Tim Burton não colocou Johnny Depp como macaco, mas ele encheu este artigo com spoilers! :P

Aposto que havia leitores que acreditavam que este artigo seria dedicado ao Lanterna Verde. xD

Mas hoje não irei tratar desta bomba. Com o novo e elogiadíssimo filme da franquia Planeta dos Macacos chegando aos nossos cinemas, resolvi revisitar o filme anterior a esta produção: a criticada versão de 2001, dirigida por Tim Burton.

E como poderão observar neste artigo, as críticas negativas a produção não foram de graça.


Planeta dos Macacos, segundo Tim Burton.


A bordo de uma estação espacial, especializada em treinar primatas para a realização de missões espaciais, o astronauta Leo Davidson (Matt Damon Mark Walberg) se mete em uma grande confusão com uma galerinha do barulho enrascada ao adentrar em uma tempestade eletromagnética em busca de Péricles, seu companheiro primata que havia sido enviado para mesma tempestade com objetivo de sonda-la.

Na tempestade, Leo perde contato com sua estação e acaba caindo em um planeta desconhecido. Já não bastasse estar totalmente isolado de seu "mundo", ele ainda descobre o planeta é dominado por símios humanoides dotados de inteligência, que caçam e escravizam os seres humanos.

Ao ser capturado juntamente de outros humanos, o astronauta comerá "o pão que o macaco assou" para sobreviver neste ambiente totalmente hostil.


Porque esta obra é uma merda fedorenta?

Capitão Leo Davidson se apresentando as ordem, senhor!
No filme clássico de 1968 - na qual acredito que todos já cansaram de assistir no Cinema em Casa - Charlton Heston interpretava o astronauta George Taylor, que após sobreviver a queda de sua nave em um planeta desconhecido, se vê em um mundo onde os símios eram a raça inteligente e os seres humanos agiam como se fossem os próprios primatas.

Ao ser capturado pelos macacos - e ferido na garganta, sendo incapaz de falar qualquer coisa - Taylor é levado ao laboratório de pesquisa, chefiado pela psiquiatra de animais Zira. Ao perceber que Taylor não é como os outros, a primata logo vê a possibilidade de provar a sua tese: que os macacos são descendentes dos homens.

Entretanto, o doutor Zaius, chefe da religião e da ciência da comunidade, não quer permitir o avanço desta teoria, tanto que ao recuperar sua voz, Taylor, juntamente de Zira e seu noivo Cornelius, são perseguidos por Zaius afim de impedir que a verdade seja revelada.

Ao final da história, depois de escaparem de Zaius e seus acesclas, Taylor segue rumo a Zona Proibida, onde  rumores sugerem que a criação dos símios teria começado.

E é nesse momento onde temos um dos maiores plot twist da história do cinema:


Na verdade, Taylor havia parado no planeta Terra, centenas de anos depois de um grande holocausto nuclear que determinou o fim da sociedade humana e o inicio da primata.

Percebem a profundidade da história?

Um humano preso em um mundo onde sociedade dominante é totalmente oposta, um embate razão cientifica vs crença radical e um final no melhor estilo "tapa na cara". Tal elementos fizeram deste um filme cultuado e referenciado por muitos.

Trinta e três anos e quatro sequências depois, Hollywood - com sua falta de criatividade - resolveu reviver a franquia da macacada, colocando o projeto nas mãos de Tim Button e disponibilizando cerca de 100 milhões de doletas para a produção.

Nos Estados Unidos o filme quase dobrou o orçamento, sendo um grande sucesso de bilheterias...mas foi um retumbante fracasso em crítica.

Burton mostrando a Giamatti como se imita uma galinha.
Mesmo com todo investimento realizado no remake, faltou o elemento principal presente no original: um roteiro inteligente.  A trama desta versão de 2001 é tão inteligente quanto um pote de maionese de qualidade vencida. :P

Se o original nos mostra os humanos agindo como animais irracionais - não sabendo nem ao menos falar - e os primatas como uma raça intelectualmente superior, como é que aqui vou acreditar nesta disparidade quando tanto primatas quanto homens falam o MESMO IDIOMA?

...
...

Okay! Aqui, o que determina a supremacia dos símios sobre os humanos não é a capacidade de raciocino mas sim as capacidades físicas. Os primatas do planeta surram humanos como se estivessem fazendo um mero exercício matinal.

Mas sinceramente, qual situação lhe causaria mais choque ?

Um planeta de macacos racionais onde eles são raça dominante devido a suas habilidades físicas superiores ou um planeta de macacos racionais onde eles são raça dominante e os seres humanos involuíram ao antigo status dos primatas?

That's the Point!

Hey amigo, você sabe qual é o segredo do morcego?
Assim como no clássico, Leo e seus companheiros - a símia apaixonada Ari, seu guarda costas Krull e mais um grupo humanos sem muita relevância - deverão seguir até a Zona Proibida, aqui chamada de Calima, afim de descobrir a origem da dominação símia sobre a humana. Ao mesmo tempo, o grupo é perseguido pelo general Thade, que tem como ambição o extermínio da raça humana.

Essa ambição fica ainda maior depois de tomar um fora de Ari e ser trocado pelo Mark Wahlberg.

Frustrações amorosas podem transformar a vida de um homem!

...
...

O roteiro do filme novamente nos brinda com sua "jenialidade" quando o grupo enfim chega a Calima, uma grande estrutura no meio de um deserto. Ao adentrar no "santuário", Leo se surpreende ao ver que aquilo era na verdade.... a sua BASE ESPACIAL!!!!

Ao verificar o banco de dados do computador principal, o astronauta descobre que os tripulantes da base também cairão na tempestade eletromagnética ao tentarem resgata-lo. Ao caírem no mesmo planeta, centenas de anos antes, os macacos acabam por se rebelar contra os humanos e acabam por quase dizimar a tripulação da nave.

Tá...os primatas treinados pelos astronautas passaram por um programa de melhoramento genético...

Os Perigosos e Mortíferos Macacos Assassinos
...mais ainda não passam de um grupo de chimpanzés e orangotangos.

Tendo em vista que não são um grupo de Aliens ou de Predadores, como que os humanos, com armas e tecnologia avançada, foram massacrados  por um grupo de macacos cujo grande avanço é saber usar a privada?

E como que apenas chimpanzés e orangotangos originaram sa espécies tão diferentes de primatas?

Só existe uma explicação lógica: tudo isso é um milagre do cinema! ¬¬

Zooofiliaa-aaa!!!
No clímax do longa conta com uma grande batalha entre o exercito dos macacos liderados por Thade e os humanos liderados pelo Matt Damon genérico. No confronto, a raça humana só não foi completamente extinta pois durante a porradaria, uma nave acaba aterrissando no planeta: era Péricles, o chimpanzé que havia sumido no inicio do filme.

Acreditando ser Semeos, o macaco da profecia, todos os soldados se prostram a frente do chimpanzé. E ao observarem que o macaco era amigo de Leo, todos resolvem parar com a guerra...com exceção de Thade, claro.

Mas como todo personagem mal, o general não se dá bem no final e acaba preso dentro da estação espacial.

Com o problema resolvido, Leo Davidson resolve voltar ao seu tempo utilizando a nave de Péricles. Se o filme terminasse aqui, seria um final até digno.

MAS O FILME PRECISAVA DE UM FINAL PLOT TWIST!

Ao atravessar novamente a tempestade eletromagnética, a nave do astronauta acaba aterrissando em pleno Memorial Lincoln, em Washington D.C..

Ao entrar no memorial, o Capitão Davidson dá de cara...

SURPRESA :P
...com uma estátua do General Thade no lugar de Abraham Lincoln!!!!

Em outras palavras, Leo Davidson acabou sendo transportado para uma outra realidade onde os humanos foram exterminados e os macacos evoluíram até os dias de hoje.

...
...
...

Sério?
Este é o final surpreende que está versão fez?

PORRA TIM BURTON, mas que filminho de merda, ein?!

Já não bastava ter uma trama sem a inteligência e a complexidade do original, você ainda quis criar um final surpreendente também?

É por essas e outras que tirando o clássico de 68...


...eu prefiro "Os Trapalhões no Planalto dos Macacos". xD


Mas não tem nada que se salva?


Como todo filme dirigido pelo amante do Johnny Depp, os aspectos técnicos são muito bem elaborados. Da parte técnica alias, destaco o primoroso trabalho de maquiagem do longa, transformando figuras como Tim Hoth, Paul Giamatti, Michael Clark Duncan, Helena Bohan Carter e o próprio Chalton Heston em símios  de espécies variadas.

Se o original levou o Oscar de Melhor Maquiagem, esta versão merecia ao menos uma indicação na categoria, algo que foi totalmente ignorado pela acadêmia.

E antes que digam que um péssimo filme não merece tal reconhecimento, "O Lobisomem" é um filme de MERDA que foi indicado na categoria de maquiagem deste ano e AINDA venceu.

Touché! =P

Ficha Técnica

Planeta dos Macacos (Planet of the Apes)
Aventura/ Ficção Cientifica, 2001


Diretor que não bate bem das idéias:
Tim Burton

Roteiro de MERDA escrito por:
William Broyles Jr., Lawrence Konner e Mark Rosenthal (sério que isto foi escrito por TRÊS pessoas ?! ¬¬)

Elenco Disperdiçado:
Mark Wahlberg, Tim Roth, Helena Bonham Carter, Michael Clarke Duncan, Estella Warren, Kris Kristofferson, Paul Giamatti, David Warner, Erick Avari, Luke Eberl, Cary-Hiroyuki Tagawa (o Shang Sung do Mortal Kombat :O), Charlton Heston, Chris Ellis.

---------------------------------------------------
Quer ter uma imagem associada a seu comentário ?
Clique aqui e veja como \o/

Sugestões, críticas, elogios ?
Envie para nerdologialternativa@gmail.com

Acompanhe nossas postagens via twitter: @NerdAlt
Ou através de nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário