7.5.13

[NerdTop] os 10 Policiais mais fodas do cinema


Publicado em: 22/11/2009
Atualizado em: 27/03/2015

Pois é caros leitores, o artigo atualizado da vez é um NerdTop. E este não é um artigo qualquer, afinal estamos falando do primeiro artigo desta seção que  escrevi para o Nerdologia Alternativa. :D

No texto de hoje iremos conhecer os 10 Policiais mais Fodas do Cinema. Lembrando que o cinema ao longo de sua história criou uma caralhada de policiais interessantes e cativantes, logo haverá muitos nomes que ficaram de fora da lista.

Se foi justo ou não, discuta nos comentários. ;)

10. Axel Foley

"Hey Taggart, acertei o tiro nesse lugar!"
Franquia: Um Tira da Pesada (Bervelly Hills Cop).

Sendo uma cidade costeira da Califórnia, Bervelly Hills foi o palco principal de diversas produções cinematográficas e para televisão nos anos 80 e 90. No meio de adolescentes de 30 anos e ninjas gorduchos, há o detetive Axel Foley (Eddie Murphy), um policial cuja a malandragem ultrapassava a de qualquer meliante.

Integrante da força policial da cidade de Detroit, onde o nível de violência não era tão elevado quanto na época de outro conhecido policial, Foley sempre acabava batendo perna para Bervelly Hills para resolver desde assassinatos à fraudes bancárias.

Por que ele é FODÃO?

Como já dito acima, Axel Foley era um sacana de marca maior. Fazendo uso métodos de investigação nada ortodoxos e dono de uma lábia de fazer inveja a Ferris Bueller, Foley acabava levando os seus parceiros locais, os almofadinhas dos detetives Billy Rosewood (Judge Reinhold) e John Taggart (John Ashton), à loucura.

As malandragens mais clássicas de Foley incluem fingir que está segurando uma bomba, colocar uma banana no escapamento do carro de Taggart e até se passar por um parceiro sexual de um figurão para entrar em um restaurante sem reserva.



Vejam que ele usou a clássica "eu sou o rei da salsicha de Chicago" para conseguir entrar.

Por fim, é preciso ressaltar que mesmo possuindo a malandragem como o seu principal recurso, nos momentos em precisava sair no braço ou na bala contra os inimigos, Foley não fugia da porrada.


9. Jim Malone

Jim Malone e o seu bigode de Charles Bronson.
Filme: Os Intocáveis (The Untouchables).

Em plena época da Lei Seca Norte Americana, um gangster conhecido como Al Capone (Robert De Niro) ascende como o principal criminoso da cidade de Chicago. Com a missão de acabar com o "reinado" de Capone, o agente federal Eliot Ness (Kevin Costner) é enviado a cidade. Mas após algumas operações frustradas, Eliot se depara com outro grande problema, a corrupção entre os policiais locais.

A sorte do agente federal começa a mudar justamente quando o seu caminho se cruza com o do policial Jim Malone (Sean Connery).

Por que ele é FODÃO?

Pela idade que possui, Malone poderia já estar gozando de uma aposentadoria após os serviços prestados à polícia, mas muito pelo contrário, o cara não satisfeito em continuar na ativa é encontrado por Eliot Ness durante uma patrulha NOTURNA em uma ponte. E ao contrário de seus colegas cagões da corporação, o velho policial não aceita os favores oferecidos pelos criminosos de Chicago. Convenhamos, tem que ser muito macho para não abaixar a cabeça para uma organização criminosa, ainda mais a de Al Capone.

Malone se junta a Ness em sua batalha contra Capone. Mais do que um aliado, o velho policial se torna um mentor para o agente federal, mostrando os aliados e os métodos que ele precisa obter para atingir o império criminoso do gangster. Um dos momentos mais memoráveis dessa aliança é quando ambos precisam extrair informações de um dos meliantes.



Quem não diria tudo que sabe ao presenciar uma cena dessas? hehehe.

Jim Malone de Sean Connery não somente entrou para a galeria dos grandes personagens do cinema como também garantiu ao escocês o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante. Um prêmio merecidíssimo, inclusive.


8. Frank Debrin

Quando não está combatendo a criminalidade, Debrin faz bicos como juiz de Beisebol.
Franquia: Corra Que a Polícia Vem Aí (The Naked Gun).

Originalmente protagonista de uma série de TV chamada Police Squad!, o atrapalhado Sargento Frank Debrin (Leslie Nielsen) só ganhou fama internacional quando os criadores do seriado, o lendário trio ZAZ (David Zucker, Jim Abrahams e Jerry Zucker), levaram suas peripécias aos cinemas.

Assim como no seriado, Debrin é integrante de um Esquadrão de Policia, onde trabalha sob a tutela do o Capitão Ed Hocken (George Kennedy) e é frequentemente auxiliado pelo policial Nordberg (O. J. Simpson, antes de...vocês sabem! =P).

Por que ele é FODÃO?

Debrin é um policial totalmente comprometido com a LEI e a ORDEM.

Esse comprometimento com a justiça já salvou a Rainha Elizabeth II de sofrer um atentado, desmascarou empresários inescrupulosos do ramo de Energia, impediu com que várias pessoas fossem mortas durante a Cerimônia do Oscar e claro, evitou a super lotação dos presídios com a grande quantidade de bandidos que mandou para a cova. :D

E na moral, para uma pessoa ir até Beirut para enfiar a porrada nos principais líderes socialistas e ditadores do final da década de 80, tem que ser muito comprometido com o que faz.



E mesmo quando está tendo uma boa noite de sono após um dia de trabalho, ele ainda sonha com crimes a serem resolvidos. Isso sim é um profissional dedicado ao dever. :D

Ainda sobre o personagem, eis algumas curiosidades: em 2000, o TV Guide listou Debrin como um dos 25 maiores detetives da TV. Em 2008, ele foi selecionado pela revista Empire como um dos 100 Maiores Personagens do Cinema de TODOS OS TEMPOS. Debrin também aparece na lista dos 100 Maiores Heróis do site UGO.com.


7. Jacques Clouseau

Fui eu que ensinei tudo que Frank Debrin sabe.
Franquia: A Pantera Cor-de-Rosa (The Pink Panther)

Se Frank Debrin era considerado um policial atrapalhado, o que dizer do Inspetor Jacques Closeau (Peter Sellers)?

Comparado com Closeau, Debrin poderia ser considerado um mero aprendiz! =P

Sendo um oficial da Sûreté, termo que define a força policial francesa, Closeau é detetive mais desastrado inábil. que a Lei Francesa já teve o desprazer de possuir. Suas investigações são marcadas pelo caos e a pela destruição que causa ao seu redor, além de levar seus inimigos e principalmente os seus aliados a loucura.

O Inspetor Dreyfus (Herbert Lom) que o diga!

Por que ele é FODÃO?

Closeau pode ser um sujeito desastrado, idiota, egocêntrico, estúpido, inábil...e mesmo sendo o avatar do caos, ele SEMPRE consegue solucionar o caso e encontrar os culpados. É claro que ele sempre descobre a solução por acidente, até porque suas teorias a respeito do crime são as mais idiotas possíveis. E mesmo sendo um completo imbecil, ele consegue sobreviver a TODAS as situações perigosas que se mete. E isso inclui a tentativas homicidas de Dreyfus e de seu mordomo Kato.

Logo, como um sujeito desses não pode ser considerado um policial fodão?


Fato é que Jacques Closeau conseguiu resolver todos os casos que a ele foram designados. Durante a franquia, ele chega a ser promovido Inspetor-Chefe, sendo considerado por muitos que possivelmente não o conhecem como o Maior Detetive da França, para o desespero do ex-Inspetor-Chefe Dreyfus.

O Closeau dos filmes de Steve Martin mantém boa parte das características, apesar de ser um pouco mais esperto que a versão de Sellers. Inclusive, uma característica que foi desenvolvida com o passar dos filmes antigos e está presente nas versões de Martin é o gosto de Closeau pelo uso de disfarces e acessórios, variando desde narizes postiços até papagaios empalhados.


E nem preciso dizer que esses disfarces não costumavam funcionar. =P

6. Roberto Nascimento

"03, me trás a RPG!"
Filme(s): Tropa de Elite e Tropa de Elite - O Inimigo Agora é Outro.

Apesar da produção cinematográfica nacional ter retornado com força total em 1995, uma grande carência das produções lançadas desde então é a de personagens cativantes e memoráveis ao grande público. Com exceção de João Grilo e Chicó (Auto da Compadecida), e Zé Pequeno (Cidade de Deus), é praticamente difícil se recordar de outros personagens com tamanha aceitação pelo público.

Mas no ano de 2007, levar aos cinemas o longa Tropa de Elite, o diretor José Padilha conseguiu uma grande adição ao panteão de grandes personagens nacionais: o Capitão do B.O.P.E. (Batalhão de Operações Policiais Especiais), Roberto Nascimento (Wagner Moura).

Por que ele é FODÃO?

Capitão Nascimento é um dos principais responsáveis pelo B.O.P.E, também conhecida como a Tropa de Elite Brasileira. Especializado em missões aquáticas, helitransportadas, em ambiente de selva, montanha e com o emprego de explosivos, o B.O.P.E cumpre quase que diariamente missões de combate em favelas, onde são recebidos com fogo pesado pelos traficantes. Logo, dá para perceber que ser membro dos "Caveiras" não é fácil.

Assim como todos os membros desta lista, Nascimento é um policial incorruptível, característica que ele levou aos soldados de seu Batalhão. Durante as etapas de seleção para novos membros, o próprio Capitão executa o curso de treinamento, eliminando os candidatos mais fracos e principalmente, aqueles que com um histórico de corrupção.


Mas Nascimento não tinha pulso firme apenas nos treinamentos de seus soldados, em suas missões de combate, o Capitão não permitia a intromissão de outras forças policiais e não dava vez a bandido também. Se em uma missão ele topasse com um viciado, ele fazia questão de mostrar o mal que aquele drogado fazia a sociedade (além de enfiar uns tapas na cara do malandro). E se um bandido elimina-se um membro do B.O.P.E., Nascimento caçaria esse cara nem que tenha que ir para o centro da Terra.

Todos os anos de trabalho pelo B.O.P.E. acabaram conduzindo o policial à Secretária de Segurança do Rio de Janeiro, onde lutou com os traficantes aumentando ainda mais o poderio de seu antigo Batalhão. Atualmente, sua luta é contra os corruptos da política, que financiam as milícias que tomam conta dos morros. Não é a toa que ele acabou se transformando no herói de nosso Cinema Nacional.


5. Chan Ka Kui

Jackie Chan é como o Bátema, muito melhor quando está sozinho.
Franquia: Police Story (Ging Chat Goo Si).

O policial mais conhecido da carreira de Jackie Chan é sem sombra de dúvidas o detetive Lee da franquia Rush Hour. Mas esse, caro leitor, não é o homem da lei mais fodão interpretado pelo astro chinês. Isso porque em sua terra natal, Jackie dirigiu uma série de longas metragens que no Ocidente ficou conhecido como Police Story, onde o ator interpretava o policial mais porradeiro da China, o Inspetor Chan Ki Kui da Royal Hong Kong Police Force.

Por que ele é FODÃO?

Assim como boa parte dos personagens da lista, Chan é um dedicado defensor da lei e dono de fortes valores morais. Ki Kui é extremamente hábil em combate desarmado, e por incrível que pareça, ele NÃO luta Kung-Fu. Para se ter ideia de seu currículo como artista marcial, ele já foi Campeão de Wrestling do sudeste Asiático por duas vezes, possui 7º grau de faixa preta em Taekwondo, 8º grau em Hapkido,9º grau em Karate e 10º grau em Judo...sem contar que já chegou a treinar Boxe.

E para desespero dos meliantes, ele sabe utilizar como poucos todo esse conhecimento.



E para piorar a situação dos criminosos, Chan também era um hábil atirador.

Uma das coisas mais legais da franquia Police Story, ao menos nos primeiros filmes, era que Jackie Chan estava no auge da sua forma física, o que permitia o seu Chan Ki Kui executar grandes feitos físicos. Somados ao carisma de Chan e a qualidade do cinema chinês para cenas de ação, isso colaborou em transformar o protagonista de Police Story em um dos policiais mais porradeiros do cinema. :D


4. Marion Cobretti

Stallone Cobra aumentou em 25% as vendas de Ray-Bans escuros.

Originalmente escrito por Stallone, o roteiro de Cobra foi inicialmente concebido para o primeiro Um Tira da Pesada. Entretanto, as negociações entre o astro e a equipe de produção acabou não vingando, logo, Sly acabou usando este roteiro anos mais tarde na produção de 1986, onde interpretava o policial casca-grossa com nome de mulherzinha Marion Cobretti.

Agindo sobre o codinome "Cobra", Cobretti é um policial de uma divisão da polícia de Los Angeles conhecido como Esquadrão Zumbi. Os membros desse esquadrão são chamados quando a situação fica uma merda feia.

Por que ele é FODÃO?

Cobretti é o estereotipo clássico de um protagonista do Cinema Brutucu de Ação. Em um filme deste estilo, o personagem principal é um sujeito extremamente forte, frio com seus inimigos, dotado de habilidades que o tornam um "exército de um homem só" e dono de um curto vocabulário de frases de efeito.

Essa última característica inclusive é a grande especialidade do meganha.



Durante o longa metragem, Cobretti sozinho conseguiu eliminar todos os membros do grupo Neo-Facista "Nova Ordem", incluindo o seu líder Shao Khan, soltando frases de efeito a todo momento, enquanto protegia e pegava a gostosa ao menos na época da Brigitte Nielsen. O cara era praticamente um policial bad-ass motherfucker!

E já não bastasse ser fodão, Marion Cobretti era dono de princípios fortíssimos, não tolerando os defensores de maginais, os financiadores de substâncias ilícitas e ineficiência do sistema penitenciário Norte Americano. Além de bad-ass, era uma pessoa com conteúdo. :D


3. Alex J. Murphy

"Essa metranca eu importei do meu amigo Jiban"
Franquia: Robocop.

Após ser brutalmente assassinado em um fuzilamento que faria a morte de Sonny Corleone parecer coisa de criança, o policial Alex J. Murphy (Peter Weller) torna-se cobaia de um experimento financiado pela corporação do MAL OCP (Omni Consumer Products). Fazendo uso das mais modernas técnicas de engenharia robótica, Murphy é transformado em um poderoso cyborg, assumindo assim a alcunha de Robocop.

Por que ele é FODÃO?

Ao transformar Murphy em um cyborg, a OCP não economizou no investimento. Robocop é capaz de exercer uma força de 200 Kgs em cada um dos dedos, de resistir ao impacto de armas de calibres fortes  - graças a sua armadura de titânio - e temperaturas variantes entre 3000°C e -80°C. O visor de seu capacete permite gravação de um vídeo, além de visão telescópica e visão do Predador térmica. Chips implantados em sua cabeça o garante uma mira de fazer inveja à Clint Eastwood. Em seu punho direito, há um USB do INFERNO Espeto Retrátil que o permite fazer interface com computadores, podendo arquivar ou transmitir informação. Por fim, ele ainda conta com uma Beretta 93R modificada, capaz de uma cadência de tiros de 60 por min.

Ufa...se a intenção do projeto era fazer um super policial, a OCP quase produziu um tanque de guerra humano.



Entretanto, mesmo dispondo de todas as maravilhas que a robótica pode oferecer, a maior arma do policial do futuro é justamente a preservação de sua consciência humana. Enquanto um simples autômato se restringe a seguir uma programação determinada em software, graças a seu lado humano, Robocop/Murphy a tomava suas próprias decisões, agindo de acordo com os seus princípios morais.

Foi devido a isso que a OCP não conseguiu fazer de Robocop uma marionete. E mesmo possuindo uma diretiva impedindo-o de ferir um membro da corporação DO MAL, o lado humano de Murphy o permitia encontrar uma maneira de cumprir o seu dever.


2. Harry Callahan

"Go ahead, make my day!!"
Franquia: Dirty Harry.

Cinco anos após participar de Três Homens em Conflito (The Good, The Bad and The Ugly, 1966), Clint Eastwood já era uma figura conhecida do grande público quando decidiu atacar em um novo gênero, o policial. Em 1971, sob a batuta do lendário Don Siegel, Clint iniciaria a saga do policial Harry Callahan que, da mesma forma que o "Estranho sem Nome", marcaria a sua carreira como ator.

Callahan é Inspetor da polícia de San Francisco, onde faz parte do departamento de homicídios...ao menos no primeiro longa metragem uma vez que por motivo disciplinares, ele é ocasionalmente transferido para outras unidades menos proeminentes.

Por que ele é FODÃO?

Se nos filmes de Sergio Leone, Clint Eastwood construiu a imagem de pistoleiro implacável, imagina isso sendo levado a um policial que não hesita em atravessar as fronteiras éticas e profissionais em busca de sua própria visão de justiça?

A criminalidade em San Franscisco devia ser a mais baixa dos EUA durante os anos de serviço de Harry à policia. :D


De fato, bandido bom para Callahan era bandido crivado pelas balas de sua Magnum 44. A justificativa para sua conduta segue o seu ideal como policial: proteger os inocentes e punir os praticantes de crimes violentos. E mesmo que aos olhos de seus companheiros suas ações não sejam profissionais, elas são realizadas dentro da lei. Mas claro que ele se aproveita de que justificam o uso de força letal. E por vezes, quase criando essas situações.

É devido a esse comportamento que Harry ganhou o apelido Dirty Harry (Harry, o Sujo) e por vezes é transferido para unidades bem menos relevantes. Mas Callahan não se importa com isso. Por mais que seus superiores não compreendam, ele está fazendo aquilo que acredita que é o certo, protegendo o cidadão comum dos criminosos e de um sistema de leis servido de uma inepta burocracia.


1. John McClane

"Yippie-Ki-Yay MotherFucker!"
Franquia: Duro de Matar (Die Hard).

Originalmente baseado no personagem Joe Leland, do livro Nothing Lasts Forever de Roderick Thorp, John McClane (Bruce Willis) é um policial do departamento de Nova York que constantemente se vê em situações onde ele é o único capaz de resolver. Dono de um humor ácido e de uma coragem que só não é maior que o seu temor pela morte, John é notoriamente conhecido como o homem certo no lugar errado.

E sem querer puxar a sardinha para o meu lado...mas já puxando, é um dos meus personagens favoritos. :D

Por que ele é FODÃO?

Nos três primeiros filmes, McClane não é o típico exército de um homem só. É um sujeito relutante e vulnerável que costuma sofrer (e MUITO) para vencer seu oponente, ficando quase sempre a um passo de bater as botas. No entanto, como ele é o único no momento capaz de salvar vida de várias pessoas, sua coragem e perspicácia fazem com que ele prospere frente a seus inimigos.

E foi graças a essas qualidades que ele conseguiu acabar com um ataque terrorista ao Nakatomi Plaza, salvar aviões cheios de passageiros enquanto detona com os planos de resgate de um ditador e impedir que os planos de vingança de um maníaco que pretende explodir pontos chaves da cidade de Nova York.



No quarto e no quinto filme, mesmo levando porrada como antes, John McClane acaba se tornando um super herói capaz de feitos que um ser humano comum seria incapaz de fazer...a não ser que você ache que o personagem do primeiro filme fosse capaz de destruir um F35 usando um caminhão. Essa nova visão sobre o personagem acaba deturpando todo o background construído nos filmes anteriores.

Entretanto, por mais que esses dois últimos filmes não sejam bons, o carisma de John ainda persiste. E convenhamos, não há como não torcer para que ele resolva aquela situação. Afinal, como ele mesmo disse, "não existe mais ninguém para fazer aquilo".


E o Hour Concur vai para...

"Riggs, para de ficar sensualizando na foto!"
...Martin Riggs e Roger Murtaugh.

Franquia: Máquina Mortifera (Lethal Weapon).

Não havia  como deixar a maior dupla de policiais do cinema de fora dessa lista, da mesma maneira que não havia como citar apenas Martin Riggs (Mel Gibson) sem citar Roger Murtaugh (Danny Glover), e vice-versa.

Detetives da divisão de homicídios do Departamento de Polícia de Los Angeles, ambos começaram a parceria em 1987. Enquanto Murtaugh era a figura do tira mais experiente e calmo, Riggs fazia as vezes do porra louca com tendências suicidas. Inicialmente, as diferenças de comportamento da dupla acabou gerando alguns atritos, mas com o passar do tempo um grande laço de amizade surgiu entre eles. Tanto que ao final do série cinematográfica, Riggs e Murtaugh não eram apenas parceiros, mas sim irmãos.

Durante a parceria, além de explodir construções e causar um caos no transito de Los Angeles, a dupla já acabou com uma quadrilha internacional de traficantes de drogas composta por ex-militares da guerra do Vietnã, provaram envolvimento de diplomatas sul-africanos com o tráfico de drogas, destruíram uma quadrilha de organizava o roubo de armamentos e por fim, terminaram com uma grande quadrilha de Chinatown que vendia imigrantes ilegais como escravos...além de levarem uma baita surra do Jet Li.



E sem contar o mala do Leo Gatz (Joe Pesci) que ambos tiveram que aturar durante três filmes.


E a posição Pé-de-Chinelo vai para...

De Niro e Pacino ensinando a como destruir o sonho de milhares de fãs.
...Tom Cowan e David Fisk.

Filme: As Duas Faces da Lei (Righteous Kill).

Robert De Niro e Al Pacino.

Dois dos maiores atores de sua geração.

Ambos são vencedores do Globo de Ouro e Oscar.

Ambos atuaram em O Poderoso Chefão II (The Godfather: Part II, 1974) e em Fogo Contra Fogo (The Heat, 1995), mas não contracenaram juntos.

E quando ambos finalmente contracenam juntos, eles me fazem uma PILHA DE MERDA como esse filme?!



--------------------------------------------------------------------------------------

Bem caros leitores, este foi mais um artigo atualizado de nosso NA~.

Gostaram do artigo ou não? Querem ajudar com alguma informação que esqueci ou corrigir algum equivoco da minha parte? Ou simplesmente quer falar besteira?

Deixe a sua opinião em um comentário nesta postagem. Acredite, a sua opinião é o que move este blog a continuar existindo! ;)

---------------------------------------------------
Quer ter uma imagem associada a seu comentário?
Clique aqui e veja como \o/

Sugestões, críticas, elogios?
Envie para nerdologialternativa@gmail.com

Acompanhe nossas postagens via twitter: @NerdAlt
Ou através de nossa página no Facebook

6 comentários:

Edu Aurrai disse...

Porra cara, já tava preparando a lenha achando que vc ia deixar o Martin Riggs de fora, hehehe. Ótima matéria.
Quanto ao Jackie, o foda nos filmes dele é que TUDO que vc vê é real e ele não usa dublês. Ele se arrebenta de toda forma possível, saltando de telhados e o escambau e é ELE mesmo que faz as paradas. Jackie é foda.

Ah, e um toque, se escreve "Detroit".

Novamente parabéns pelo post!

Abç

Marcel disse...

Putz, é mesmo =x
Isso que dá escrever postagens durante a madruga xD hehehe
Valeu pelo toque Edu o/

E obrigado pelos parabéns !

André disse...

Po Marcel, muuito legal seu post cara! Realmente escolheu caras fodoes, gostei mesmo. Concordo tambem com as posições.
Só acho que o Frank Deblin merecia maior colocação: ele é foda!

Detalhe para frase do video do Stallone Cobra:
Voce é um coco, e eu vou matar voce.

Gente adoroooooooo dublagem. HAeiuAEhiuAEhiuAEHiuAEHuiEAhAE

Stefany disse...

naaaaahhhhh
nao gostei...faotou Jet Li em primeiro lugar em Contra o Tempo >.<
ahhhhhhhhhhhhhhh
kkkkkkkkkkkkk...[é só pq eu sou fã de carteirinha dele =p]
mas...ficou muito boa a postagem realmente *.*
Parabens pelo bom senso critico =p
[sim vc só entendera oq eu digo haha]
kkkkkkkkkkkk

filonerd disse...

Ahh, o Gordon deveria aparecer duas vezes por causa do Batman The Dark Knight

Marcel disse...

Caramba, eu esqueci de mencionar o TDK xD

Obrigado pela lembrança filonerd o/

Postar um comentário