25.3.13

[Tirou do Baú] Corrida Maluca


E quando se pensava que não haveria mais artigos no mês de Março, eis que somos surpreendidos novamente! :D

Pois é caros leitores, hoje trago a vocês mais um artigo da série Tirou do Baú totalmente inédito no Blog. E para honrar a nossa seção nostálgica, porque não trazer uma série animada que até os seus pais assistiram?

Hoje é dia de Corrida Maluca! \o/

Ficha Técnica

Corrida Maluca (Wacky Races, 1968 - 1970)
Animação | Comédia

Produção: Hanna Barbera
Temporadas: 1
Episódios: 34
Exibição original: CBS
Exibição nacional: Rede Manchete, Cartoon Network e Boomerang.

A década de 60 foi uma época dourada para os estúdios Hanna-Barbera. Criada no final dos anos 50 pelos animadores William Hanna e Joseph Barbera, o estúdio tornou-se em pouquíssimo tempo uma referência em desenhos animados. Mesmo utilizando de técnicas baixa renda de baixo orçamento - se comparado com as utilizadas pela Disney, MGM e Universal - isso não impediu que a HB emplacasse grandes sucessos como Os Flinstones, Os Jetsons, Jonny Quest, Os Herculóides, Space Ghost, Zé Colméia entre outros.

Em 1965, o diretor Blake Edwards (conhecido pelos filmes da Pantera Cor de Rosa) lançou nos cinemas A Corrida do Século (The Great Race, 1965), uma comédia sobre uma grande e atrapalhada competição automobilística através de três continentes. O sucesso do longa metragem acabou chamando a atenção da Hanna-Barbera, tanto que três anos depois, o estúdio lançou uma animação inspirada na loucura do filme. 

E se você chutou Corrida Maluca, isso mostra que você realmente está interessado neste texto! :P

O Corredor Mais Louco do Mundo

Ser queixudo é um dos requisitos para participar da Corrida Maluca.
Como na maioria das animações da própria Hanna-Barbera, Corrida Maluca não possui bem um "enredo", mas sim um conceito, uma vez que os acontecimentos em cada episódio não refletem nos capítulos posteriores.

O conceito de Wacky Racers era de um campeonato de automobilismo onde cada episódio era uma corrida em algum local diferente do planeta. A competição era formada por 11 competidores que almejavam o grande título de o "Corredor Mais Louco do Mundo". No universo Hanna-Barbera, isso era um título de respeito, acredite!

Os competidores do desenho era composto pelos Irmãos Rocha em seu Carro de Pedra; os Irmãos Pavor em seu Cupê Mal-Assombrado, o Professor Aéreo em seu Carro Cheio-de-Truques, o Barão Vermelho em a sua Lata Voadora, Penélope Charmosa em seu Carrinho para Frente, o Sargento Pincel Bombarda em seu Carro Tanque; a Quadrilha de Morte em seu Carro-à-Prova de Balas; Tio Tomás e o Urso Chorão em sua Carroça a Vapor; o almofadinha Peter Perfeito em seu Carrão Aerodinâmico; Rufus, o Lenhador e Dentes-de-Serra em Carro-Tronco; e finalmente, Dick Vigarista e Muttley na Máquina DO MAL.

Em cada episódio, os pilotos precisavam lidar com os truques de cada veículo concorrente, dos obstáculos presentes em cada prova e das trapaças que Dick Vigarista e Muttley armavam para retirar seus concorrentes da prova.

Assim era um episódio do desenho! ;) 


Raios, Raios DUPLOS!!

Como o filho da puta do Tio Tomás consegue competir DORMINDO?!
Acredito que os leitores nascidos no fim dos anos 80 devem ter conhecido o desenho nas mesmas circunstâncias que eu, ou seja, esperando pelo começo de algum Anime ou Tokusatsu na finada e amada Manchete. A emissora costumava a recorrer aos desenhos da Hanna-Barbera para preencher um pequeno espaço na grade de sua programação, logo era comum assistirmos um episódio de Coelho Ricochete antes de acompanharmos mais uma surra de Seiya em Cavaleiros do Zodiaco.

E convenhamos, é muito melhor do que assistir a dez minutos interruptos de propagandas sobre o grill do George Foreman. :P

Corrida Maluca (Wacky Races) era um dos desenhos que costumava aparecer como opção de tapa-buracos da emissora. E por justamente por fugir da dinâmica dos outros desenhos, uma vez que cada episódio era uma prova disputada por vários personagens com personalidades e carros bem distintas, o desenho acabou chamando atenção da garotada. Mas isso não foi um fenômeno isolado, uma vez que a animação chama a atenção dos jovens desde a primeira vez que foi ao ar, na CBS.

É impressão minha ou o "W" do Carro Tronco parece um hang loose?
O ponto forte da Hanna-Barbera sempre foi a criação de personagens cativantes. E em Corrida Maluca, isso não é diferente. E convenhamos, há personagens para praticamente todos os gostos, querem ver só?

Os Irmãos do Primo It Rocha são dois homens das cavernas porradeiros rejeitados do elenco dos Flintstones; os Irmãos Pavor são primos distantes dos Addams e ainda possuíam um Dragão (a HB sempre demonstrou em suas animações o quanto os Dragões poderiam ser legais) em seu carro; o Sargento Pincel Bombarda e o Soldado Digley parecem ter saído das histórias do Recruta Zero; a Penélope Charmosa era a musa do desenho e também o apelo feminino para as garotas; o Professor Aéreo - que alias, era o meu personagem favorito - era um cientista maluco com uma porrada de inúmeras engenhocas em seu carro; a Quadrilha de Morte eram anões mafiosos DO BEM com técnicas de corrida importada dos Flintstones; o Peter Perfeito era o galã almofadinha esnobe riquinho; o Dick Vigarista era o típico vilão DO MAL atrapalhado com direito a bigodinho e sidekick (muito mais esperto do que ele); o Barão Vermelho...era inspirado no piloto alemão VERMELHO e o Rufus...era UM FUCKING LENHADOR, PORRA! =D

E já que estamos falando em personagens da HB, existe uma experiência muito curiosa que eu recomendo que vocês, caros leitores, façam especialmente com os desenhos do estúdio. Se você viu algum desenho quando era apenas um garotinho(a) juvenil, experimente assistir as animações depois dos seus vinte anos. A visão sobre a obra será praticamente outra, levando vocês a enxergar certas coisas com um olhar diferente e a questionar também certos aspectos. Por exemplo, recentemente assisti Manda-Chuva e pude perceber que o personagem é um tremendo de um malandro folgado, egoísta e explorador. Poxa, o Guarda Belo era o verdadeiro herói da história.

Seria o Professor Aéreo um parente distante do Doc Brown?
E com Corrida Maluca não foi diferente.

Ao reassistir alguns episódios para fazer este artigo, alguns questionamento surgiram na cabeça: como é que um carro totalmente feito de madeira (Carro Tronco) e outro feito de pedra (Carro de Pedra) podem se mover? Que tipo de combustível eles utilizam? Como é que a Carroça a Vapor consegue aguentar o peso de um urso sem se partir ao meio? Como é que um dragão do Cupê-Mal Assombrado cabe naquela mini-torre? Seria aquela mini-torre feita do mesmo material da TARDIS? A fortuna de Penélope - tão cobiçada por Tião Gavião - teria vindo das corridas?  Okay, eu sei que é um desenho infantil e que a gente tem que relevar um monte de coisas, mas são questionamentos no mínimo interessantes.

Mas não somente de questionamentos foi essa nova experiência, uma vez que também adquiri uma nova visão sobre alguns personagens. O Peter Perfeito, por exemplo, só não é o piloto mais medíocre da corrida pois existem o Sargento Pincel Bombarda e o Dick Vigarista (ver Curiosidades). Além disso, ele mais parece interessado em dar uns pegas na Penélope do que correr realmente (tá, tá perdoado Peter). Já o Dick Vigarista, eu não diria que ele é o pior piloto da corrida, mas sim o MAIS BURRO de todos.

E não digo que ele é burro graças as suas tentativas frustradas de trapacear - tá, por causa disso também - mas pelo fato de ter talvez o melhor carro da corrida e não conseguir pontuar UMA ÚNICA vez. Porra, a Máquina DO MAL tem duzentas turbinas, sendo a central com a potência de um avião. Se ele parasse de perder tempo com planos idiotas e tentasse correr, não digo que poderia vencer, mas não ficaria atrás de um carro feito de madeira e de um carro pilotado por um caipira dorminhoco.

 Mais burro que o Dick Vigarista, só o seu patrocinador que continua a financia-lo. :D

Como esse cara consegue perder tendo um carro como esse?
Vale ressaltar que durante o período em que Corrida Maluca passou na Manchete, estávamos vivenciando a era de 16 bits dos consoles, onde Sega e Nintendo lutarem frente-a-frente pela atenção dos gamers. E ao assistir um desenho onde há uma corrida onde os pilotos utilizam gadgets para se dar bem na pista, é óbvio que isso te colocará pilha para jogar um jogo parecido. Infelizmente, para donos de SNES (como eu), nunca foi lançado um jogo licenciado de Wacky Races para a plataforma. Contudo, jogos como o próprio Super Mario Kart, Street Racer e Rock N' Roll Racing preenchiam essa vazio criado por Corrida Maluca. Já os donos de um Mega Drive ao menos tiveram a sorte de contar com uma versão de Wacky Races para o seu console. Se alguém teve oportunidade de joga-lo, escreva nos comentários o que achou do game. ;)

Por fim, mesmo sendo um desenho do final dos anos 60, Corrida Maluca continua sendo um passa tempo divertido e leve. Como o Boomerang deixou de exibir desenhos antigos para ter uma grade de séries adolescentes idiotas, procurem relembrar (ou conhecer) o desenho animado pelo youtube, pois é possível encontrar a maioria (se não todos) dos episódios produzidos. E mais importante de tudo, deixe o preconceito de lado e relaxe pois, por mais que animação seja datada para os dias atuais, ela ainda tem muito a oferecer.

PS: Eu costumava a jogar o Street Racer como se fosse o próprio Corrida Maluca. Tanto que alguns personagens do game eu costumava associar com os corredores do desenho. :)

Curiosidades:
  • A dublagem da animação ficou a cargo do estúdio TV Cinesom do Rio de Janeiro. O elenco de vozes contou com Domício Costa (Dick Vigarista, Irmãos Rocha), Cauê Filho (Professor Aéreo), Rafael Rodrigues (Barão Vermelho), Míriam Thereza (Penélope Charmosa), Paulo Torres (Rufus Lenhador), Luis Carlos de Moraes (Peter Perfeito e Clyde), Neville George (Narrador), Henrique Ogalla (Soldado Digley), Pádua Moreira (Ring-Ding), Roberto Mendes (Tio Tomás).
    Os efeitos vocais originais do cachorro Muttley e do urso Chorão foram mantidos pela dublagem. O lendário Don Messick foi responsável pelas "falas" de Muttley enquanto o não menos importante John Stephenson ficou a cargo de Chorão.
  • Dois spin-offs foram criados a partir de Corrida Maluca: Os Apuros de Penélope (The Perils of Penelope Pitstop, 1969) estrelado por Penélope Charmosa e a Quadrilha de Morte; Dick Vigarista e Muttley (Dastardly and Muttley in Their Flying Machines, 1970) estrelado por Dick Vigarista e Muttley.
  • Na edição de Julho de 2012 da revista Mundo Estranho, utilizando o formato da pontuação atual da Fórmula 1, a matéria da revista revelou quem foi o grande vencedor da Corrida Maluca. Veja só como ficou a tabela:
    1. Irmãos Rocha - 264 pontos
    2. Rufus Lenhador e Dentes-de-Serra - 243 pontos
    3. Quadrilha de Morte - 220 pontos
    4. Irmãos Pavor - 219 pontos
    5. Penélope Charmosa - 211 pontos
    6. Barão Vermelho - 192 pontos
    7. Professor Aéreo - 186 pontos
    8. Tio Tomás e Chorão - 178 pontos
    9. Peter Perfeito - 166 pontos
    10. Sargento Bombarda e Meekley - 93 pontos
    11. Dick Vigarista e Muttley - 0 pontos
  • Os Irmãos Rocha serviram de inspiração para a criação de outro famoso personagem do estúdio Hanna-Barbara, o Capitão Caverna.
  • Quando era piloto da Fórmula 1, alguns pilotos apelidaram o alemão Michael Schumacher de Dick Vigarista. E o apelido em si já explica o que eles queriam dizer. :P
  • Em 2006, um piloto para uma nova animação foi produzido, mas acabou não sendo aprovado. Chamado de Wacky Races Forever, o episódio de 6 minutos passava-se vários anos após a competição original. Peter Perfeito e Penélope Charmosa se casam e juntos constroem a Perfect Industries, empresa responsável por patrocinar anos depois uma nova "Corrida Maluca". O episódio mostra algumas caras novas como o casal de filhos de Peter e Penélope, Parker e Piper, e um casal de adolescentes assumindo o controle do Cupê-Mal Assombrado. Entre os antigos, participam da corrida os Irmãos Rocha, uma versão entupida de cocaína do o Professor Aéreo e Dick Vigarista e Muttley, que agora trabalham para o vilão da história, o Sr. Viceroy. O episódio piloto pode ser conferido clicando aqui.

Abertura e Episódios:


Abertura em Português.


Episódio 1 - Grande Prêmio Arkansas


Episódio 2 - Destino Cidade Fantasma


Episódio 3 - O Grande Prêmio Wyoming


------------------------------------------------------------------

Bem caros leitores, este foi mais um artigo da série Tirou do Baú.

Gostaram ou não do artigo? Querem ajudar com alguma informação que esqueci ou corrigir alguma merda algum equivoco da minha parte? Ou simplesmente quer falar besteira?

Deixem o seu comentário nesta postagem. Acredite, a sua opinião é o que move este espaço a continuar existindo! ;)

---------------------------------------------------
Quer ter uma imagem associada a seu comentário?
Clique aqui e veja como \o/

Sugestões, críticas, elogios?
Envie para nerdologialternativa@gmail.com

Acompanhe nossas postagens via twitter: @NerdAlt
Ou através de nossa página no Facebook

Um comentário:

Inferno_Sempre_Infame disse...

escorreu uma lágrima aqui.
Excelente post, esse desenho era dos meus favoritos, ou melhor, o que eu mais gostava.
E tinha também a corrida espacial, com uma versão mais "suja" do Dick Vigarista.

Postar um comentário