7.3.11

[Por onde Anda] O Fantástico Jaspion


Publicado em: 07/03/2011
Atualizado em: 19/07/2016

Uma das mais colunas elogiadas - e consequentemente plagiadas :P - do Nerdologia Alternativa, a coluna "Por Onde Anda" é uma das mais prazerosas de se escrever. Além do grande retorno dado pelos leitores, é sempre muito legal saber como anda a vida do elenco de uma série que faz parte da sua vida.

No artigo de hoje, iremos descobrir o que aconteceu com o elenco de um de meus tokusastsus favoritos, O Fantástico Jaspion (Kyojuu Tokusou Jaspion, 1985-1986).

Se preparem para um texto altamente nostálgico!

Antes de mais nada, gostaria de esclarecer uma coisa.

Nós do blog Nerdologia Alternativa não nos importamos de ver nossos artigos sendo utilizados em outros blog DESDE QUE haja uma referência ao trabalho original e ao autor. Copiar um texto e utiliza-lo sem dar as devidas referências se configura em PLÁGIO.

E isto meus caros leitores, é CRIME caso não saibam.

Portanto, caso queira usar nossos textos, use o bom senso e reconheça os méritos de quem perdeu horas de pesquisa para a elaboração do artigo. É extremamente decepcionante ver sites/blogs que se utilizam de seu trabalho sem ao menos dar os devidos créditos.

Desculpe o desabafo, mas isso é necessário.

Enfim, vamos para o artigo. ;)


Junichi Haruta (MacGaren)

Para o papel do arqui-rival de Jaspion, coube ao experiente ator/dublê/galã Junichi Haruta - nome artístico de Misao Haruta - viver o filho de Satan Goss.

Haruta iniciou sua carreira aos 16 anos, quando entrou para o Japan Action Club (atual Japan Action Enterprise), o conceituado grupo de dublês fundado pelo lendário Sonny Chiba. Seu primeiro trabalho como dublê veio ainda aos dezesseis quando participou do primeiro Kamen Rider em 1971.

Como ator, o seu primeiro grande papel veio em 1982, onde interpretou Kanpei Kuroda/Goggle Black no Super Sentai Google Goggle V (Dai Sentai Goggle V, 1982-1983). No ano seguinte, integrou o elenco principal do sucessor de Google V, Dynaman (Kagaku Sentai Dainaman, 1983-1984) Em seu segundo papel em um Tokusatsu, Haruta interpretou o jovem herói Ryu Hoshikawa, também conhecido como...Dyna Black!!!

Isso explica muita coisa sobre a cor da armadura de MacGaren :P


Que fim Levou?

Com o termino de seu trabalho em Jaspion, Haruta fez uma série de participações especiais em vários tokusatsus como Metalder (Choujinki Metalder, 1987-1988), Cybercops  (Denno Keisatsu Cybercop, 1987-1988), Jiraya (Sekai Ninja Sen Jiraiya, 1988-1989), Solbrain (Tokkyuu Shirei Solbrain, 1991-1992), Jetman (Choujin Sentai Jetman, 1991-1992), Exceedraft (Tokusou Exceedraft, 1992-1993), Kamen Rider Blade (Kamen Rider Blade, 2004-2005) e Kyoryuger (Zyuden Sentai Kyoryuger, 2013-2014).

Ainda relacionado a tokusatsus, o ator participou dos filmes Gokaiger vs Goseiger: 199 Super Sentai Grand Hero Battle (Gokaiger Goseiger Super Sentai 199 Hero Great Battle, 2011) e Kamen Rider W Returns (Kamen Rider W Returns, 2011).

Fora do nicho de heróis, Junichi Haruta atuou em vários filmes e doramas (produções equivalentes com as novelas e minisséries do nosso Brasil Varonil). Em relação aos filmes, entre produções feitas para cinema ou TV, podemos citar Round About Midnight (Mayonaka made, 1999), Take the 'A' Train, Someday (Itsuka 'A' torein ni notte, 2003), Yamato (Otoko-tachi no Yamato, 2005), Honey and Clover (Hachimitsu to Clover, 2006), Specialist (Supesharisuto, 2013), Specialist 2 (Supesharisuto 2, 2014) entre outros.

Quanto aos doramas, participou de séries como Salaryman Kintaro (1999-2004) Divorce Lawyer (Rikon Bengoshi, 2004), The Sun in Kurobe (Kurobe no Taiyo, 2009), Demon Ward: Akuryo Byoutou (Akuryo Byoutou, 2013), Last Doctor: Forensic Medical Examiner Akita's Autopsy Report (Rasuto Dokuta: Kansatsui Akita no Kenshi Hokoku, 2014) e mais uma porrada de produções televisivas.

Ao contrário de outros membros do elenco de Jaspion, Haruta nunca esteve no Brasil. Entretanto, em 2001 o ator concedeu uma entrevista a revista Henshin edição nº 31. A entrevista completa vocês podem conferir clicando aqui (link do site Aperta Start).

Obs: Na primeira versão do artigo, eu escrevi que Haruta chegou a trabalhar com Fukumi Kuroda (a Rainha Ahames de Changeman) em uma produção chamada Okashina Keiji. A produção realmente existe, mas não encontrei o nome dos dois vinculado ao elenco. Se alguém tiver alguma prova da participação de ambos no drama,  por favor compartilhe a informação nos comentários. :)


Hikaru Kurosaki (Jaspion)

O maior herói dos tokusatsus exibidos no Brasil (talvez perdendo apenas para Jiraya e Kamen Rider Black) foi interpretado pelo ator Hikaru Kurosaki - nome artístico de Seiki Kurosaki.

Assim como seu colega Junichi Haruta, Kurosaki Ichigo iniciou no meio artístico como dublê da JAC. Fã da atriz e coreografa Etsuko Shiomi, ele decidiu pela carreira após assistir atuação do próprio Sonny Chiba.

Os primeiros trabalhos como dublê incluíram participações em séries como Battle Fever J (1979-1980), Denjiman (Denshi Sentai Denjiman, 1980-1981), Sun Vulcan (Taiyou Sentai Sun Vulcan, 1981-1982), Bioman (Choudenshi Bioman, 1984-1985)...e acreditem, no seriado japonês do Homem-Aranha. O__O

Além de ter participado do seriado japoronga do amigão da vizinhança, um fato bastante curioso a respeito do ator é de que ele já seguiu a carreira como cantor, com direito a um álbum. Lançado em 1984 - um ano antes de Jaspion - pelo selo CBS Sony, o álbum foi batizado como Legendary Hero.

E você surpreso com o Roberto Justus possuir seu próprio CD.
Falando em curiosidades, Hikaru conheceu sua esposa - Yuko Asuka - durante sua participação em Bioman. Yuko interpretava a vilã Farrah, uma das generais do grande vilão da trama.


Que fim Levou?

Mesmo com um protagonista no currículo, a carreira artística de Hikaru Kurosaki foi curta. O ator chegou a participar de algumas produções cinematográficas como Hope and Pain: Downtown Heroes (Dauntaun Hirozu, 1988), Yellow Fangs (Rimeinzu: Utsukushiki Yuusha-Tachi, 1990) e Best Guy (1990), mas em 1992 ele resolve se aposentar como ator e dublê. A decisão foi tomada após uma série de desentendimentos com Sonny Chiba, o chefão da JAC Motors.

Fora do showbiss, Kurosaki exerceu várias atividades (desde vendedor de motos até dono de lanchonete de takayoki) até montar com Yuko a escola de mergulho Mother Earth em Okinawa, onde atua como Instrutor e Guia de Mergulho Marítimo até os dias atuais.

Nos anos 2000, Hiraku chegou a ceder uma entrevista para a finada revista Herói. Para conferir a entrevista e conhecer mais sobre os bastidores de Jaspion e sobre a vida do ex-ator, basta clicar aqui. (link do site Aperta Start).

Por estar fora do meio artístico, pouquíssimas informações sobre Seiki são veiculadas pela mídia. Tanto que a última - com data de 2011 - infelizmente informava sobre o falecimento da sua esposa, cujo causa é até hoje desconhecida.

Mas espera um pouco, o Jaspion não era brasileiro?

Para quem está mais ou menos na casa dos trinta, já deve ter escutado uma lenda urbana de que o Jaspion era brasileiro. A razão dessa lenda foi por conta de uma entrevista no extinto Jô Soares Onze e Meia, onde Jô entrevistou um dublê de um circo que fazia apresentações com um traje original cedido pela Toei Company

E como vivíamos em uma época pré-internet, não havia meios de desmentir a informação.

Quanto a entrevista, só existe uma parte dela disponível na internet, que vocês podem conferir clicando aqui.


Hiroshi Watari (Boomerman)

No papel do agente da Interpol Boomerman - que enfrenta inimigos com dois bumerangues - a Toei trouxe Hiroshi Watari (nome artistico de Hiroshi Watanabe), outra figura bastante presente nas produções da empresa.

Assim como Junichi Haruta e Hikaru Kurosaki, Watari tinha uma grande admiração pela figura de Sonny Chiba. Durante a época de colégio, tentou duas vezes se inscrever para a JAC, contudo em ambas ele fracassou. Na primeira em 1977,  ele foi até o endereço do escritório da empresa, mas ela havia mudado de lugar. Na segunda em 1980, mesmo com o endereço correto, foi orientado a fazer os exames de recrutamento do ano seguinte.

Finalmente em 1981, Hiroshi é aprovado na seleção de recrutamento da JAC. Como dublê, participou dos sentais Sun Vulcan (Taiyou Sentai Sun Vulcan, 1981-1982) e Goggle V (Dai Sentai Goggle V, 1982-1983) e do primeiro seriado do gênero Metal Hero da Toei Company, Gaban (Uchuu Keiji Gaban, 1982-1983).

Se o sonho de integrar a JAC demorou quatro anos, o primeiro grande papel veio em metade do tempo. Em 1983, Watari faz sua estreia como ator nos episódios finais de Gaban, no papel do detetive espacial Den Iga. No mesmo ano, Iga seria o protagonista de Sharivan (Uchuu Keiji Shariban, 1983-1984).

Em 1985, Watari volta ao papel de Den Iga em um especial para TV que juntou os três Detetives Espaciais (Uchuu Keiji): Gaban, Sharivan e Shaider.


Que fim Levou?

Após finalizar sua participação no seriado, Watari mal teve tempo para relaxar. Isso porque o ator foi escalado para viver o protagonista do Metal Hero sucessor de Jaspion, Spielvan (Jikku Senshi Spielban, 1986-1987). Vale lembrar que por aqui, a Manchete safadamente anunciou a série como Jaspion 2. :P

Com o fim de Spielvan, o ator fez uma série de participações em tokusastus ao longo dos anos. Ele esteve em Metalder (Choujinki Metalder, 1987-1988), Ultraman Dyna (1998), Voicelugger (Boisuragga, 1999) Boukenger (Gogo Sentai Boukenger, 2006-2007), Kamen Rider W (Kamen Rider Double, 2009-2010).

Em relação aos "tokufilmes", Watari esteve presente em apenas duas produções: Zebraman (Zeburaman, 2004), Sharivan Next Generation (Uchu Keiji Sharivan Next Generation, 2014)

Ainda dentro dos gênero dos heróis japoneses, Hiroshi Watari foi ao lado de Kazuya Hatasawa o criador Wecker (Jikuu Keisatsu Wecker, 2001), um tokusatsu no formato de uma minissérie em três episódios com uma pegada mais adulta. Além de atuar, o ator também é responsável pela direção das cenas de ação. Watari ainda participou da terceira série derivada da marca, Wecker Sigma (Jikuu Keisatsu Wecker Sigma, 2007).

O ator já esteve em nosso querido país em quatro oportunidades (algo me diz que foram mais vezes, qualquer coisa me informem nos comentários). A primeira aconteceu em 2003 durante a Anime Friends, onde estiveram presentes também os lendários cantores Akira Kushida e Hironobu Kageyama. Em 2004, esteve na Ressaca Friends em companhia do ator Takumi Tsutsui (o FUCKING Ninja Jiraya). Em 2014, participou do evento Anime Family. Por fim, em 2015 esteve por aqui para participar de um projeto inusitado: o clipe On the Rocks da banda JAM Project.



O convite para a participação no clipe veio do cantor Ricardo Cruz, o único integrante brasileiro do JAM Project. A produção contou com a participação dos filmmakers Ariel Wollinger (O2 Filmes) e Fabiano Broki (Vetor Zero/Lobo Filmes). O clipe é uma bela homenagem da banda ao gênero Metal Hero. (Mais informações sobre o clipe no site Whiplash)


Kiyomi Tsukada (Anri)

Para o papel feminino principal do seriado - a atrapalhada androide Anri - a Toei Company trouxe para o elenco a bela Kiyomi Tsukada.

Iniciou sua carreira artística logo após terminar o ensino médio, fazendo uma série de pontas em produções para TV e cinema. A primeira grande oportunidade surgiu em 1982, quando se tornou a primeira assistente regular do programa Quiz Doremifadon! da TV Fuji.

Graças ao quiz show, uma gama de oportunidades acabaram surgindo para Kiyomi. No cinema, recebeu a oportunidade de atuar no longa W's Tragedy (W no Higeki, 1984). Na televisão, conseguiu um dos papéis principais do tokusatsu Machineman (Seiun Kamen Machineman, 1984) e ainda fez uma participação especial em Sheider (Uchuu Keiji Shaider, 1984-1985), o predecessor de Jaspion.

É válido ressaltar que Tsukada continuou como assistente do Quiz Doremifadon! até meados de 1986.


Que fim Levou?

Com termino de sua participação em Jaspion - e que coincidentemente também aconteceu no mesmo período de sua saída do quiz show  - Kiyomi Tsukada trabalhou em várias produções televisivas. Entre séries/doramas, podemos destacar Abarenbō Shōgun (1978-2008), Kimi no na wa (1991), Mito Komon (1969 - 2011), Toyama no Kin-san (1970-1996), Zenigata Heiji (1991-1997) e mais uma porrada de produções.

Com relação aos tokusatsus, seu único trabalho foi no longa metragem Shin Kamen Rider: Josho (1992), lançado diretamente para home-video. A atriz até chegou a disputar o papel de Yoko Katagiri, na série Jiban: O Policial de Aço (Kidou Keiji Jiban, 1989-1990), mas acabou perdendo o papel para Jiko Enokida.

Em 1995, Kiyomi Tsukada anunciou que estava se aposentando da carreira artística, curiosamente um ano após a aposentadoria de Hiraku Kurosaki. Atualmente, vive no Reino Unido onde trabalha como professora em um colégio do ensino médio. É casada e mãe de um filho.

Ainda sobre a atriz, gostaria apenas de esclarecer uma coisa. Durante a minha pesquisa para primeira grande atualização deste artigo, vi que ela na verdade vivia no Reino Unido, e não nos Estados Unidos como havia escrito antes.

Ao menos, posso dizer que está versão do texto está INFINITAMENTE melhor que a primeira. :D

Hey, cadê a foto da Kiyomi de biquíni que havia na primeira versão do texto?
Então caros leitores, decidi retirar aquela imagem do artigo...

Ensaio fotográfico da Kiyomi Tsukada para uma revista japa. Sim, nada de piadinhas. :P 
...para colocar uma página de uma revista de onde aquela foto foi originalmente publicada. E meus caros leitores, a Kiyomi deve ter feito muito pai de família assistir Jaspion com os filhos. hehhehe :D


Noboru Nakaya (Edin)

Em um seriado onde grande parte do elenco é composto por jovens (na época, óbvio), ter um veterano no time não só trás credibilidade para produção como também reforça as capacidades dramáticas (ou não) do elenco. Em Jaspion, coube ao experiente Noboru Nakaya esse papel.

Nakaya começou a sua carreira como ator em 1953, com uma participação não creditada no longa An Inlet of Muddy Water (Nigorie, 1953). O primeiro trabalho creditado só viria três anos depois com Correnteza (Nagareru, 1956).

Entre os anos de 1956 até 1985, Noboru esteve presente em mais de trinta produções cinematográficas. Entre elas, vale destacar O Irmão (Otôto, 1960), Hitokiri - O Castigo (Hitokiri, 1969), Lady Snowblood (Shurayukihime, 1973) e W's Tragedy (W no Higeki, 1984).

O ator também já havia participado de tokusatsus antes de Jaspion. Esteve presente em produções como como Ultraman Leo (Urutoraman Reo, 1974-1975), Goggle V (Dai Sentai Goggle V, 1982-1983) e adivinhem...sim, no seriado bizarro japonês do Homem-Aranha.

E considerando que Hiraku Kurosaki também esteve na série do cabeça-de-teia, isso deve ter alguma ligação com Jaspion...ou simplesmente ser apenas uma grande coincidência do destino. :P


Que fim Levou?

Após o termino do seriado, Noboru Nakaya passou a dedicar mais tempo para as produções de TV do que as cinematográficas. My Soul is Slashed (Kamitsukitai/Dorakiyura yori ai-0, 1991), Yonigeya Honpo (1992), Hikinige Family (Hikinige Famirii, 1992) foram alguns de seus pouquíssimos trabalhos para cinema durante o período.

Em contrapartida, ele esteve em vários longa metragens para TV. Time of the Apes (Saru No Gundan, 1987), Wangan Ni Kieta Onna (1989), The Abe Clan (Abe Ichizoku, 1995), Oishinbo 2 (1995), Yonaoshi kômuin the Kôshônin 5 (2005) são algumas das produções com a participação do veterano.

Com relação a séries, o ator esteve presente em Yonimo Kimyou na Monogatari: Daiichi Series (1990), Shikakenin Fujieda Baian (1990-1993), Hachidai Shougun Yoshimune (1995), June Bride (Juun Buraido, 1995), L'oiseau Bleu (Aoi Tori, 1997). Nakaya nunca mais trabalhou em um tokusatsu após Jaspion. Assim como Kiyomi Tsukada, o ator chegou a ser cotado para assumir um papel em Jiban: O Policial de Aço (Kidou Keiji Jiban, 1989-1990). Mas as negociações acabaram não indo para frente.

Em 16 de Novembro de 2006, Noboru Nakaya infelizmente faleceu no auge de seus 77 anos vítima de uma doença pulmonar crônica.

-----------------------
  
Atualizado em 19/07/2016:

Bem caros leitores, gostaria de usar este espaço para um rápido feedback a respeito deste artigo. Primeiramente quero agradecer a todos vocês, queridos leitores, que contribuíram para o sucesso do texto. Nesses cinco anos em que a postagem esteve no ar, ela sempre esteve entre os artigos mais acessados do Nerdologia Alternativa. E por conta desta importância que eu decidi atualizar o texto, melhorando para que vocês e os futuros leitores tenham a melhor experiência possível. :)

Um fato que me deixou bastante chateado durante a atualização do texto foi ter descoberto algumas páginas e blogs que fizeram uso do texto sem QUALQUER CITAÇÃO a fonte. Creditar o autor de um texto que está usando ou referenciando é uma forma de reconhecer o esforço e o trabalho empregado pelo dono da obra. No meu caso, além do tempo que gastei para escrever, ainda precisei pesquisar em sites japoneses para conseguir material para artigo.

Entretanto, acabei me deparando com várias sites e blogs que fizeram questão de creditar o Nerdologia Alternativa ao fazer uso do texto. Gostaria de agradecer aos donos sites e blogs Top 10 Girl, Antes e Depois, Foxicos e Fofocas e Planeta Toku pelo respeito que tiveram com meu trabalho ao citarem o blog como fonte.

Por fim, também gostaria de aproveitar a oportunidade para citar algumas postagens brasileiras bem interessantes - e até muito mais detalhadas que o meu texto - a respeito de alguns dos atores citados pelo artigo. Sobre o Junichi Haruta, gostaria de indicar dois textos muito bacanas: o do Cultura Pop a Rigor e o do Mega Hero. Hiroshi Watari possui também artigos muito interessantes escritos pelos blogs  Sushi Pop, Blog DAILEON, Mega Hero (sim, eles novamente) e Tatisatsu. Hikaru Kurosaki também ganhou postagens excelentes escritas pelo Ponto Três e Mega Hero (quem mais? hehe).

------------------------

Bem caros leitores, este foi mais artigo da coluna Por Onde Anda.

Gostaram do artigo? Desejam ajudar com alguma referência não citada, corrigir alguma informação equivocada ou simplesmente me xingar? 

A resposta para essas perguntas é bastante simples, deixe um comentário no fim desta postagem. Acredite, sua participação é o que move a existência do Nerdologia Alternativa! ;)

E para fechar com chave de ouro, fiquem com uma entrevista veiculada no especial para cinema da série. No vídeo, a gatíssima Kiyomi Tsukada faz uma pequena entrevista com Hiraku Kurosaki e Junichi Haruta sobre o fim do seriado.



---------------------------------------------------
Quer ter uma imagem associada a seu comentário?
Clique aqui e veja como \o/

Sugestões, críticas, elogios?
Envie para nerdologialternativa@gmail.com

Acompanhe nossas postagens via twitter: @NerdAlt
Ou através de nossa página no Facebook

37 comentários:

Geovani disse...

bom artigo achei engraçado o spiderman jap o cara chama um robo gigante asuhasuhasuhasuh

e o cara do jaspion pela entrevista parece ser bem gente boa

Elizandra daniele Santos croza disse...

Amo demais o Jaspion , principalmente o amor da ,minha vida MacGren!!
Muito legal , parabéns pelo site!!!!

Bradoretumbante disse...

Sensacional! Esta de parabéns! Sou muito fã de Jaspion e principalmente da Anri!

valdirene miranda disse...

parabéns,adorei muito que saudade,amei tudo,tudo mesmo!obrigado!

Willames disse...

Muito bom..

Xavierjunioralves disse...

Muito bom gostei valeu a pena,meus parabéns.

Junior Vitoria ES

Timbajequi disse...

q saudades daquele tempo............quando que uma rede de tv vai colocalos no ar outr vez.

Berglove1 disse...

Tempo bom que não volta mais,quando lembro de Jaspion me vontade de chorar.

Jack disse...

eu amava o jaspion e meus também, até hoje eles assistem esses episodios, acho que nunca vai sair de moda, milhares de crianças amam o jaspion ele virou o herói deles, e concerteza o meu também, que falta vai fazer esse seriado hemm!

Jack disse...

deixa eu fazer uma correção, que eu amava o jaspion e meus filhos também, eu esqueci de de colocar isso no comentario acima ok!

Jakkemell disse...

amo muito!! até hoje eu amo...

Kishhskk disse...

O melhor seriado de todos os tempos, a unica coisa ruim, é que toda vez que vejo algo relacionado ao Jaspion, lembro que tô ficando velho kkkkkkk

Emerson Augusto disse...

ötimo artigo amigo!!!! obrigado por lembrar do meu maior héroi na minha infância...

Sem palavras!!!! 

Danielfuzileironaval disse...

Muito legal saber da carreira deles! De Como eles estão agora. Legal!

Reinaldo Nj disse...

como é bom relebrar eu Reinaldo amava d+ ver este seriado, quando chegava da escola a primeira coisa que eu fazia era almoçar e depois correr para televisão!!!! que saudades da quele tempo, este porsonagem me despertava um desejo de sonhar quando era criança. de ser um dia  um heroi. Morava na roça; pegava  meu pedaço de cabo de vasoura e çubia nos barancos de terra, e me imaginava como se fose ele!!!! Hoje as crianças não sebem mas brincar! é brinquedo de + bom obrigado a vcs que recolhero este material! e continue! não deiche os sonhos morem nos adultos que um dia foram estas crianças que viram este seriado abraço.

Marcos Henrique Apolinario disse...

Pessoal, quem quiser se aprofundarem mais detalhes no mundo do tokusatsu tem alguns sites

www.senpuu.com

www.tokubrasil.com.br
 

SILVIO GABRIEL disse...

E MANEIRO NE

SILVIOGABRIEL disse...

DAILION,GIGANTE,GUEREIRO,DAILION   

JASPION disse...

OBRIGADO GENTE EU SOU JASPION

Juliano disse...

Mais um ótimo artigo. Só pérolas aqui hein?

julio cesár disse...

ari vc e muito gostosa de mais sou seu fá numero um ...................

marcus paulo disse...

adotei a informaçao, lembra minha infancia, foi muito boa...obrigado..

rafaelmesquita disse...

Cara , muito maneiro suas postagens , curti muito lembrar dos tempos de muleque.Se tivesse essa foto da Ari naquela epoca acho que ia explodir de espinhas. kkkk

Antonio Policarpo disse...

Jaspion era tudo de bom, que época gostosa que vivi. Mim resta agora muitas saudades.

Derson disse...

como é bom reviver essa época de criança. Parabéns pelas postagens!!

Irineu de Oliveira disse...

Assisto o Jaspion até hj foi o seriado mais legal de Todos eu adorava o daileon

marcelo disse...

como pode ter acabado a serie jaspion?era simplesmwnte o maximo.

valtemir batista disse...

otimas informaçoes, gostei muito!!!

manabu disse...

O jaspion poderia fazer uma visita ao Brasil!
Com certeza muita gente gosta dele.

Leude Paz disse...

Obrigada pelo o trabalho,foi muito bom saber um pouco da vida dessas pessoas que marcaram minha infância,eu adora o Jaspion,ele continua bonito,e parece ser gente boa mesmo!

André disse...

VIDA DE YOUTUBER
http://youtu.be/uD2rjsMXz8s

Dalmo Junior disse...

Não tinha mesmo como kiyomi ser Yoko,a atriz que fez ela era muito boa e na cena da morte de jiban ela deu show e o jaspion saiu da Toei porque ele não quis atuar de duble pq seus amigos estavam se acidentando huma cena...mas ótimo texto e viva os tokus

Elton Mendes da Silva disse...

Voltei a infância lendo o artigo e assistindo as entrevistas.Que época boa.Tenho o seriado em Dvd.Sempre que posso assiso com meus filhos.

Ronaldo disse...

Jaspion sensacional assisti todos os episodios dele esses dias pela internete muito bom poder relembrar
Pena que acabou tão cedo.

robert disse...

ola amigo gostei muito da sua pesquisa e repassei no face com o seu site ok abraços

Maiko de Araújo disse...

Parabéns pelo texto.

Maurício Martins disse...

Puuuts... "O Fantástico Jaspion!!! Come on boy..." Nossa deu saudades da infância, espancava todas as tardes o sofá de... quer dizer Satã Goss e o cachor... er quis dizer... Mcguaren...

Postar um comentário